Resultado recorde na apreensão de drogas é destaque na imprensa
Ações ocorrem nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais
A Receita Federal, em conjunto com a Polícia Federal, deflagrou na manhã desta quinta-feira (11/4) a Operação E O VENTO LEVOU, quarta fase da Operação Descarte. O objetivo é obter provas adicionais relativas a operações fraudulentas utilizadas para esconder a ocorrência dos crimes de sonegação fiscal, peculato, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, associação criminosa e falsidade ideológica. Estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão em residências, empresas e escritórios dos investigados e de pessoas ligadas à organização criminosa. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal após representação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. As ações ocorrem nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A análise do material apreendido na primeira fase da Operação Descarte, realizada em 1º de março de 2018, em conjunto com a realização de novas diligências, identificou que a organização criminosa objeto daquela fase, especialista em arquitetar sofisticados esquemas para sonegação tributária, crimes financeiros e lavagem de dinheiro, atuou também em uma operação fraudulenta envolvendo sociedade de economia mista do setor elétrico e empresas do setor eólico. A referida estatal do setor elétrico realizou um aporte de R$ 810 milhões em empresa de energia eólica, como forma de diversificar seus investimentos. Ocorre que, do valor do aporte, pelo menos R$ 40 milhões de reais foram desviados por meio de diversos contratos fraudulentos, com o objetivo de obter dinheiro em espécie e remessas ilegais ao exterior. As investigações revelaram que o dinheiro em espécie teria sido entregue a diversas pessoas. O escritório da organização de lavagem de dinheiro, objeto da primeira fase da Descarte, foi uma das peças utilizadas no complexo esquema de lavagem de dinheiro arquitetado para acobertar o real propósito dessa operação. Os recursos financeiros chegaram a passar por cinco "camadas" de diferentes pessoas físicas e jurídicas, antes de chegar aos seus beneficiários finais. O nome da fase da operação faz referência à participação das empresas do setor eólico que tiveram papel preponderante no esquema fraudulento. Os investigados responderão, na medida das suas participações, pelos crimes de sonegação fiscal, peculato, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, falsidade ideológica e associação criminosa. No âmbito da operação Descarte, os auditores-fiscais responsáveis já identificaram que os operadores envolvidos também eram os autores de outros esquemas sofisticados de lavagem de dinheiro, em operações que ainda estão sendo investigadas. Receita Federal e Polícia Federal participarão de entrevista coletiva hoje (11/04), às 11h00, na sede da Superintendência da PF (Rua Hugo D’Antola, 95 – São Paulo/SP).

  • 19/07/2019 Autoridades da PB visitam comitê que já recuperou R$ 260 mi na Bahia
  • 17/07/2019 Nota Premiada Bahia anuncia os dez contemplados do sorteio de julho
  • 17/07/2019 Prêmio Nacional de Educação Fiscal está com as inscrições abertas
  • 16/07/2019 Sefaz notifica 10 mil empresas que não entregaram declaração do Simples
  • 15/07/2019 Lojistas participantes da Liquida Feira poderão parcelar o ICMS
  • ..

  • Receita anuncia na terça-feira (23/7) o resultado da arrecadação de junho de 2019
  • Receita Federal anuncia normas para entrega da Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR)
  • Receita define condições para habilitação ao Repetro-Industrialização
  • Alterado prazo para obrigatoriedade da entrega de EFD - Reinf
  • Resultado recorde na apreensão de drogas é destaque na imprensa
  • ..

  • Nota de Falecimento
  • Curso Perícias Judiciais com 10% de desconto para profissionais registrados no CRCBA
  • CRCBA promoveu reunião com representantes de entidades parceiras
  • VII Encontro da Mulher Contabilista do Extremo Sul da Bahia – Eunápolis (30/05/2019)
  • Curso Lucro Real x Lucro Presumido – Santo Antônio de Jesus (24/05/2019)
  • ..

  • Alterado prazo para obrigatoriedade da entrega de EFD - Reinf
  • Guedes volta a falar em nova CPMF, com alíquota maior que a anterior
  • Press Clipping FENACON
  • Participe do maior evento para empresários contábeis do Brasil
  • SESCON GRANDE FLORIANÓPOLIS realiza Fórum de Gestão - Contratos e Honorários
  • ..

  • Secretaria desmente boatos sobre a Nova Previdência
  • Economia com Nova Previdência vai passar de R$ 933 bilhões em 10 anos
  • Operação prende três pessoas por fraude em auxílio-reclusão no Amapá
  • Força-Tarefa Previdenciária cumpre mandados em Vila Velha (ES)
  • Câmara conclui votação de destaques e aprova PEC da Nova Previdência em 1º turno
  • ..

  • Declarações obrigatórias para Simples Nacional: descubra quais são!
  • Contrato social: como ele difere do Requerimento do Empresário Individual?
  • Gestão de escritório contábil: principais desafios
  • Novos financiamentos públicos trazem fôlego ao mercado brasileiro
  • Princípios constitucionais tributários
  • ..
    NOTÍCIAS

    FOTOS




    ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES...

    Conheça nossa Equipe

    • DJALMA ALVES DA SILVA
    • NOEMIA OLIVEIRA DA SILVA
    • ANDERSON GONDIM DA SILVA
    • Elielson Oliveira Silva

    INFORMAÇÕES



    COMO CHEGAR
    Veja mais...

    Visitas (118438), Online agora (24)
    Astecol Assessoria Contábil LTDA
    Praça Austricliano de Carvalho nº 50 - Centro
    Senhor do Bonfim, BA, CEP: 44790-000 - (74) 3541.3507/3794

    WebMaster e Design: Isomi Luiz da Silva