Nota à Imprensa
Criminoso atuava desde a década de 1980, gerando um prejuízo de mais de R$ 7 milhões

Operação Caduceu da Força-Tarefa Previdenciária prendeu, nesta quarta-feira (9), o líder de um grupo criminoso, considerado um dos maiores fraudadores da história da Previdência. Ele atuava desde a década de 1980 e responde por diversos processos penais, sempre relacionados a crimes previdenciários. Somente com as investigações relacionadas a operação de hoje, esse grupo fraudou, pelo menos, 140 benefícios, entre auxílios-doença e aposentadorias por invalidez. Desse total, seis benefícios estavam registrados com a foto do chefe do grupo, só que com nomes fictícios diferentes. O prejuízo identificado até o momento supera o valor de R$ 7 milhões.

Além da prisão preventiva do chefe da quadrilha, a Justiça Federal determinou a prisão preventiva de mais duas pessoas, e o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão nas cidades baianas de Salvador e Camaçari, e também em Aracaju (SE).

O esquema de fraude foi identificado pelas investigações em 2016. A Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho constatou vários processos de benefícios de auxílio doença e aposentadoria por invalidez suspeitos, requeridos em Sergipe, mas cujos beneficiários eram originários de Salvador e região metropolitana. Foram identificados ainda indícios de falsidade nos relatórios e laudos médicos apresentados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Além disso, os vínculos laborais que embasaram a concessão dos benefícios apresentavam padrões suspeitos, tendo sido informados fora do prazo legal pelos supostos empregadores.

Para garantir os registros falsos, o grupo criava vínculos empregatícios fictícios, inseridos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), por meio de Guias de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social – GFIP extemporânea. Depois, utilizavam documentos médicos falsos com o objetivo de simular patologias para obtenção de auxílios-doença e aposentadorias por invalidez. Para isso, os criminosos contavam com a ajuda de um técnico em contabilidade (daí o nome da Operação), de um servidor do INSS, além de uma pessoa responsável por obter os laudos e relatórios médicos falsos utilizados pelo esquema criminoso.

Segundo a CGINT, apesar do prejuízo de R$ 7 milhões, a desarticulação desse esquema criminoso e a suspensão dos benefícios indevidos, permitirá uma economia estimada em pelo menos R$ 11 milhões em valores futuros que continuariam sendo pagos aos supostos beneficiários. Esse cálculo considera o tempo de duração do benefício de acordo com a expectativa de sobrevida média da população brasileira.

Os envolvidos responderão pelos crimes de organização criminosa, estelionato, uso de documento falso, falsidade ideológica e falsificação de documento público. Se somadas, as penas podem chegar a mais de 30 anos de prisão.

 

Informações para a imprensaAssessoria de Comunicação(61) 2021-5109/5009imprensa@previdencia.gov.brSecretaria de Previdência

  • 14/10/2019 Sua Nota é um Show repassa R$ 3 milhões a filantrópicas
  • 11/10/2019 Posto Legal interdita bicos e tanque em estabelecimento de Porto Seguro
  • 10/10/2019 Em visita ao Martagão, Nota Premiada celebra marca de 500 mil inscritos
  • 09/10/2019 Disque-Denúncia será principal canal de comunicação de irregularidades
  • 09/10/2019 Visita ao Martagão Gesteira marca 500 mil inscritos na Nota Premiada
  • ..

  • Receita Federal apreende 1,4 tonelada de droga em Barcarena/PA
  • Receita Federal e Polícia Federal apreendem 1,3 tonelada de cocaína no Porto de Paranaguá
  • Delegacia da Receita Federal em Londrina realiza apreensões que somam mais de meio milhão de reais em remessas postais
  • Receita Federal em Boa Vista apreende mercadorias avaliadas em R$ 420 mil no fim de setembro
  • Brasil é citado em site e mídias sociais da OMA sobre a adesão à Convenção de Quioto Revisada
  • ..

  • Nota de Falecimento
  • Curso Perícias Judiciais com 10% de desconto para profissionais registrados no CRCBA
  • CRCBA promoveu reunião com representantes de entidades parceiras
  • VII Encontro da Mulher Contabilista do Extremo Sul da Bahia – Eunápolis (30/05/2019)
  • Curso Lucro Real x Lucro Presumido – Santo Antônio de Jesus (24/05/2019)
  • ..

  • Governo vai propor fim da multa de 10% do FGTS para empregador
  • Folha de S.Paulo destaca ação do SESCON-SP
  • SESCON-SP apresenta estudos sobre impactos da PEC 45 em evento em Aracaju
  • Press Clipping FENACON
  • SESCON-RJ realiza o 9º Enecont
  • ..

  • Boletim Estatístico da Previdência Social: 506,5 mil benefícios concedidos em agosto
  • Cinco pessoas são presas em flagrante em Teresina
  • Decreto fortalece governança do CNIS e regulamenta Observatório de Previdência
  • Nota à Imprensa
  • INSS receberá 319 empregados públicos da Infraero
  • ..

  • A importância do Manual de Contas Contábeis
  • Mudanças nas regras sobre guarda e conservação de comprovantes e livros contábeis e fiscais
  • LGPD e o presente do futuro: Seus dados, meus bens!
  • Tributação de Investimento Anjo em Startup
  • Laudo de Classificação Técnica e Fiscal de Mercadorias
  • ..
    NOTÍCIAS

    FOTOS




    ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES...

    Conheça nossa Equipe

    • CICERO RIBEIRO DE ALMEIDA NETO
    • Elielson Oliveira Silva
    • DJALMA ALVES DA SILVA
    • NOEMIA OLIVEIRA DA SILVA

    INFORMAÇÕES



    COMO CHEGAR
    Veja mais...

    Visitas (143897), Online agora (23)
    Astecol Assessoria Contábil LTDA
    Praça Austricliano de Carvalho nº 50 - Centro
    Senhor do Bonfim, BA, CEP: 44790-000 - (74) 3541.3507/3794

    WebMaster e Design: Isomi Luiz da Silva