Cálculo de hora extra e banco de horas de acordo com a Reforma Trabalhista
Horas extras foi o principal tema das ações trabalhistas de 2018

A compensação de horas através de acordo individual trazida pela reforma flexibilizará a compensação de horas e como consequência diminuirá a incidência de horas extras.


Por incrível que pareça, em 2018, o TST recebeu 322.831, desse total, 42.793 foram sobre horas extras e 29.016 sobre intervalo de almoço. Lembrando que, de acordo com a jurisprudência do TST, o ônus de provar a jornada é do empregador. Da importância de fazer o controle de horas: Embora a CLT ( art 74) não obrigue empresas com menos de 10 empregados fazer o controle de horário, por precaução, todas as empresas deveriam fazer esse controle para não serem surpreendidas com alegação de horas extras e não tendo como comprovar as horas efetivamente trabalhadas pelo funcionário. As horas trabalhadas serão consideradas extras, quando: excederem a 8ª diária e as 44 semanais o intervalo de almoço for de 30 minutos e não houver previsão em Convenção Coletiva ou Acordo Coletivo para essa redução. o intervalo interjornada (art. 66 CLT) for inferior a 11 horas consecutivas (intervalo interjornadas é período de descanso entre duas jornadas). Da Flexibilização da Horas Extras A reforma flexibilizou as horas extras quando permitiu que as compensações poderão ser feitas através de acordo individual. Vamos entender um pouco mais o assunto. Como pode ser feito o acordo individual? Por escrito ou de forma tácita, ou seja, verbal. Na verdade, a empresa tem que comprovar que o empregado tem ciência da existência da controle de horas. Podendo ser através de controle computadorizado mediante senha ou até mesmo, disponibilizando o saldo das horas (de forma clara) nos contracheques. No judiciário, o ônus de provar que o empregado tem ciência do controle dessas horas é da empresa, sob pena de nulidade da existência do banco de horas. Como funciona a compensação ou o banco de horas? Todas as horas que excederem as 8 diárias irão para o banco de horas e serão compensadas em até 12 meses se o banco de horas tiver sido implementado através de Convenção Coletiva, até 6 meses se tiver sido implementado por Acordo Individual escrito e dentro do mesmo mês se tiver sido Acordo Verbal. E se durante esse período o empregado é dispensado? A empresa deverá pagar essas horas como extras com a remuneração mínima de 50%.   googletag.cmd.push(function() { googletag.display("div-gpt-ad-1355869586666-1"); }); Escrito Por Vânia Romano de Jesus ver perfil enviar mensagem mais matérias

  • 24/04/2019 Programa de Gestão de Riscos do Estado inicia segundo ciclo
  • 23/04/2019 Bahia lidera investimentos para estimular economia, diz Vitório
  • 23/04/2019 Ainda dá tempo de quitar IPVA de placas de finais 3 e 4 com desconto
  • 22/04/2019 Nota eletrônica já tem mais de 60 mil emissores em toda a Bahia
  • 18/04/2019 Nota Premiada divulga nome dos dez ganhadores de sorteio desta quarta
  • ..

  • Receita Federal já recebeu mais de 19 milhões de declarações do IRPF/2019
  • Receita Federal arrecadou R$ R$ 109.854 milhões em março
  • Receita esclarece regras relativa à entrega da DCTFWeb – 2ª Fase de Implantação
  • Receita Federal já recebeu mais de 18 milhões de declarações do IRPF/2019
  • Receita Federal apreende caminhão carregado com 200 mil maços de cigarros contrabandeados
  • ..

  • Seminário MPES e o Terceiro Setor – Vitória-ES
  • Curso Demonstrativos Contábeis-Financeiro – Alagoinhas (26/04/2019)
  • Curso eSocial em Ribeira do Pombal – 23/04/2019
  • I Fórum de Contabilidade da Bahia
  • Imposto de Renda é uma oportunidade de organizar as finanças
  • ..

  • SESCON-RN realiza reunião para esclarecimentos sobre a declaração do IRPF
  • Governo federal prepara de 40 a 50 ações para desburocratizar negócios
  • Press Clipping FENACON
  • Câmara dos Deputados homenageia profissionais da contabilidade
  • SESCON TUPÃ realiza ação na reta final da declaração do IR 2019
  • ..

  • CCJ da Câmara aprova admissibilidade da Nova Previdência
  • Força-Tarefa descobre fraudes praticadas pelo gerente-executivo do INSS em Manaus
  • Força-Tarefa apreende quatro veículos em Pernambuco
  • Operação identifica grupo que fraudava pensões e benefícios assistenciais no Rio
  • Nova Previdência aumentará capacidade de investimento pelo Estado, diz secretário
  • ..

  • Novo tributo sendo criado cide-refrigerantes. Projeto de lei 2.183/2019. Alíquota 20% sobre a venda.
  • Riscos fiscais: 5 dicas de como evitar
  • Assédio Sexual nas empresas
  • Cálculo de hora extra e banco de horas de acordo com a Reforma Trabalhista
  • Compliance Patrimonial
  • ..
    NOTÍCIAS

    FOTOS




    ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES...

    Conheça nossa Equipe

    • ANDERSON GONDIM DA SILVA
    • DJALMA ALVES DA SILVA
    • Elielson Oliveira Silva
    • CICERO RIBEIRO DE ALMEIDA NETO

    INFORMAÇÕES



    COMO CHEGAR
    Veja mais...

    Visitas (083417), Online agora (7)
    Astecol Assessoria Contábil LTDA
    Praça Austricliano de Carvalho nº 50 - Centro
    Senhor do Bonfim, BA, CEP: 44790-000 - (74) 3541.3507/3794

    WebMaster e Design: Isomi Luiz da Silva